Barra Mansa realiza campanha de vacinação antirrábica

Vacina será disponibilizada em todas as unidades de saúde da cidade a partir do dia 7 de outubro; objetivo é imunizar 18 mil cães e gatos

A Secretaria de Saúde de Barra Mansa, através da Vigilância em Saúde Ambiental, realiza entre os dias 7 e 21 de outubro, a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal, em todas as unidades de saúde, das 8h às 14h. A vacina é destinada a cães e gatos a partir dos três meses de idade. A meta é imunizar cerca de 18 mil animais na cidade.

De acordo com o coordenador da Vigilância em Saúde Ambiental, Igo Gonçalves, os donos devem seguir algumas instruções de segurança. “Os proprietários devem levá-los presos em coleiras ou focinheira, em caso de cães bravos, enquanto os gatos devem ser transportados em gaiolas ou caixas especiais, para evitar acidentes. Crianças não devem levar os animais”, afirma. Ele ainda recomenda que o animal que estiver prenhe não deve ser vacinado.

A vacina antirrábica será disponibilizada nas unidades de saúde dos bairros Vista Alegre, Vila Nova, Vila Coringa, Santa Rita de Cássia, Santa Izabel, Ano Bom, Vale do Paraíba, Getúlio Vargas, Colônia Santo Antônio, Bocaininha, Vila Ursulino, Colônia Santo Antônio, Cotiara, São Vicente, Km 4, Siderlândia, Vila Maria, Saudade, Vila Orlandélia, Centro, Vila Independência, Goiabal, Santa Lúcia, São Pedro, Monte Cristo, Piteiras, São Luiz, Vila Principal, Roselândia, Jardim Primavera, Boa Sorte, Santa Rita, Mangueiras, Vila Elmira, São Judas, Paraíso de Cima, Paraíso de Baixo, Boa Vista I, Boa Vista II, Nove de Abril e nos distritos de Amparo, Floriano e Rialto.

A doença

A raiva é uma doença grave causada por um vírus que acomete o sistema nervoso central dos mamíferos e fatal na maioria dos casos. Cães e gatos exercem um importante papel na transmissão da raiva urbana por sua convivência com humanos. Nesses animais, a raiva pode se manifestar sob a forma de agressividade ou paralítica. É transmitida para humanos através de mordidas, arranhões ou lambidas de animais contaminados.

Deixe uma resposta